sábado, maio 06, 2006

1856 - 1939 ...


Passados que foram 150 anos sob a data de nascimento de Sigmund Freud, o "Pai da Psicanálise", esta data nunca poderia passar em branco aqui na casquinha ... por isso, e em jeito de homenagem, deixo-vos aqui ficar excertos de uma excepcional biografia publicada no "Notícias Magazine" (#727) de 30 de Abril passado, um texto de Cláudia Moura com o título "Em Nome do Pai" ... que vale muito, mas muito, a pena ser lido na íntegra ... ah, e a não perder também, nessa mesma edição, a entrevista, da mesma autora do texto, à psicoterapeuta Isabel Leal ...

Nasceu a 6 de Maio de 1856 em Freiberg, na Morávia (...). Chamam-lhe Segismundo e, (...) Freud começa por mudar o seu nome para Sigmund (...). Formou-se em Medicina com especialidade em Neurologia. Desde sempre interessado pelo estudo da histeria, consegue uma bolsa para estudar em Paris com Charcot, (...) as suas técnicas de hipnose (...).

É no entanto com Josef Breuer (...) que a história terá o desenlace. Breuer apresenta-lhe o caso de Anna O (...), que sofre de crises histéricas. Durante as suas crises tem episódios de paralisia temporária, não consegue engolir nem falar o seu alemão nativo e desata a falar em inglês. Breuer descobre que sob o estado de hipnose Anna O. consegue recordar acontecimentos traumáticos da sua infância e que uma vez partilhados os sintomas críticos desaparecem. Chama catarse a esta espécie de "descarga emocional" que parece conduzir à cura. Freud fica impressionado com a propriedade terapêutica da conversa e em 1895 publicam juntos «Estudos Sobre a Histeria», obra que pode ser considerada o marco inicial da psicanálise. Mas as críticas ao ensaio desalentam Breuer (...). Na década de 1890 Freud desiste gradualmente da hipnose substituindo-a pelo divã. Com o paciente numa posição confortável conduz uma "associação livre" de ideias através da qual encontra lembranças "recalcadas" pelo paciente e que serão a causa dos seus distúrbios.

Devido à natureza das experiências traumáticas recordadas pelos pacientes, Freud fica cada vez mais convencido que o campo sexual é parte dominante na etiologia das neuroses e passa a considerar o desejo como motivação primordial do comportamento humano. A ênfase sexual que põe na sua teoria é a principal causa do afastamento de Breuer, como, no futuro, de vários colegas seus.

(...) O papel importante que descobriu na nossa natureza sexual valeu-lhe ser insultado pela comunidade científica (...) numa época em que as histéricas de Charcot são vistas como depravadas e tratadas com electro-choques, Freud é o único a dar-lhes crédito ouvindo o seu lado obscuro. Sentado, invisível, à cabeceira do seu divã, ouve memórias, relatos de sonhos e ocasionalmente deixa escapar uma palavra solta, desvendando sentidos para o que ouve. Com uma intuição fulgurante, caminha no terreno do inconsciente e procura dar-lhe uma geografia (...).

(...) O homem que ousou libertar a humanidade de muitos dos seus tabus, atribuir uma sexualidade às crianças e dar crédito ao "ódio" sentido contra um pai que possui a nossa mãe, era no entanto um puritano e conservador.

Todos os registos apontam para uma pessoa livre na maneira de pensar mas escrupulosa na maneira de agir. "Pulsões" ou primado da sexualidade à parte, os biógrafos, os amigos e as cartas que deixa revelam um homem agarrado às normas (...).

Quem se seguirá é a filha Anna (...). Em 1920 Anna acompanha o pai ao congresso em Haia, fazendo a sua entrada oficial no mundo da psicanálise. É finalmente a sua herdeira (...).



Em Maio de 1923 é diagnosticado a Freud um cancro no palato e é sujeito a 33 operações (...). Sofre dores penosas e precisa de uma prótese para falar e comer. Nunca se queixa, nunca deixa de dar consultas e de escrever (...). Mas nem assim deixa de fumar os seus charutos (...). Vinte por dia, do levantar ao deitar, destroem lenta e sistematicamente a boca, o órgão onde nascera afinal a pedra filosofal de toda a sua descoberta, a cura pela fala (...).

Morre às três horas da manhã de 23 de Setembro de 1939.

Mas como os génios nunca morrem, aqui fica, para todos recordarmos, este que é sem dúvida um dos ídolos aqui da molusca.

Caracolinha Freudiana

37 comentários:

Cristina disse...

hahahaha:))))

'tendi....uma homenagem ó canito portanto:)))a foto é a de baixo, né????

pois olha muitos parabéns para ele e que a festa cheja d'arromba...loool.

prontos, ninguem vai entender nada mas é cá connosco, né fofinha??

bonita homenagem ao bichinho que depois de tantas horas abandonado, bem merece:)
beijocas pós dois, especialmente para ti querida por mais um momento tão especial:))

beijinhos muitos e abracetes:)

Cristina disse...

pá, hoje fui mesmo a primeira e só reparei depois!!!

tá visto kisto é como benfas, só ganha quando eu não tou à espera:)

adoro-te;)

margusta disse...

Querida Caracolinha Freudiana :))...bonita homenagem a um Grande Génio!!!
Deixo-te um beijinho muito grande e votos de um excelente fim de semana.

Ps.tenho tentado visitar-te mas tenho dificulades em entrar em alguns blogs e o teu é um deles :(

Cristina disse...

pá 'inda nem tou em mim.......primeiras??????

Tetracloro disse...

Ena post fixe amiga Caracolinha. Também admiro muito o Sigmund embora ache que o estudo do nosso inconsciente ainda esteja muito atrasado.

Beijinhos Freudianos Tetraclorados.

Caracolinha disse...

Cara amiga "primeiras" ... ;)

Xiça mulher ... táva a ver que não reparavas !!!!

Tanta coisa que querias sempre ser a primeira e não conseguias e então hoje que consegues nem sequer davas ênfase á coisa pá ????

BBBBeeeemmmm, mas convenhamos que hoje fizemos "batota" né ???? sua marota ... confessa que te deixei com a pulga atrás da orelha quando te disse que ia prestar uma homenagem ... :))))

Aqui está ela, está visto que hoje o dia, e a noite foram dedicadas a grandes homens ... e a grandes mulheres, por isso tenho a dizer-te que este "momento especial" também o foi, e muito, para mim ... é sempre um prazer estar contigo .... como já tive ocasião de te dizer, estou aqui ... e mais não preciso dizer ... ;)

Te gosto. Muito. Bjinho gosrdo e encaracolado da "sexta" ... ;)

wind disse...

Foi de facto um génio, embora já de certa maneira ultarpassado pelos seus seguidores, foi o pai da Psicanálise:) Beijos

Alien8 disse...

Caracolinha,
Agora é que a Cristina me baralhou, com a história do cão... Devo confessar que não ousei comentar enquanto ela o não fizesse, não fosse o diabo tecê-las... :)))))))
Mais a sério, não considero o Freud ultrapassado (desculpa, Wind), e creio mesmo que foi o pai da Psicologia como Ciência, e não só da Psicanálise. Claro que os conceitos evoluem, mas quem abre caminhos nunca está ultrapassado (Sócrates, Arquimedes, Euclides, Pitágoras, Copérnico, Galileu, Newton, Marx, Einstein... e tantos outros que, se não tivessem aberto caminhos, não poderiam ser "ultrapassados", se é que me faço entender.
Parabéns pela tua magnífica ideia e pelo post, que consegue dizer o essencial e concretizar da melhor maneira a homenagem aum grande nome da Ciência.
Beijinhos e bom fim de semana.

lw5h41syif disse...

Get any Desired College Degree, In less then 2 weeks.

Call this number now 24 hours a day 7 days a week (413) 208-3069

Get these Degrees NOW!!!

"BA", "BSc", "MA", "MSc", "MBA", "PHD",

Get everything within 2 weeks.
100% verifiable, this is a real deal

Act now you owe it to your future.

(413) 208-3069 call now 24 hours a day, 7 days a week.

Hindy disse...

Bela imagem! :)
Bom fim-de-semana e beijocas.

Ulysses disse...

Ai está um esboço muito giro, com uma mulher com a cabeça cheia de sonhos com um homem... :-)

laerce disse...

Olá Caracolinha Freudiana,

Também acho boa ideia lembrar esta data.Na semana passada alguns suplementos de jornais falaram deste senhor e da efeméride. Seja o que for que se pense, Freud é incontornável na história do século XX.

Um beijinho comemorativo.

~*Vica*~ disse...

É, realmente, Freud mudou a maneira da humanidade pensar. Já viste o filme "Inconscientes"? É muito bom, tem a ver com Freud.

adesenhar disse...

Já tinha lido o artigo da Cláudia, mas tratando-se de Freud nunca é demais uma 2ª leitura.

saudações Freudianas

:)
bjs

LM disse...

Obrigada por recordares quem deixou um legado tão valioso ao mundo!
Beijuns

paper life disse...

Confesso, caracolinha, a esta hora n li tudo, mas na cabea do Freud passou-se muita coisa.

O Cérebro é ainda quase insondável...

:)

Catarina Pati disse...

caracolinha,
confesso que, no passado, nunca fui apreciadora de Freud.
Achava as teorias dele disparatadas e machistas.
Agora mais tarde, voltando ao campo da psicologia e com outra visao da existência acho que o soube ler com outro olhar.
Mas de Freud o que eu gosto mais são os lapsos :):) quando a gente tem uma coisa na ideia e zas; sai aquilo que pensamos e não o que queriamos dizer!
Embora tenha mais piada quando acontece aos outros do que a nos!
Bjtos

Natalie Afonseca disse...

Olá querida Caracolinha!!
Pois é, aqui "está" um homem muito interessante!!
Já estudei muito sobre ele, e continuo a interessar-me!!

Tudo de bom para ti!!
Muitos beijinhos!!
:))))))))))))))))))))))))))))

125_azul disse...

E ele ficou triste porque onde chegava, tinha sempre lá estado um poeta primeiro...

dakidali disse...

Freud, um homem interessante.
Beijinhos

lola disse...

Querida Caracolinha

Acho a homenagem, subliminar ao teu Freud (ão, ão )muito interessante.
O outro também merece ser recordado,e é todos os dias.

Beijinhos para ti e lambidelas ao Freud,salvo seja.

Lola

papoilasaltitante disse...

Olá querida caracolinha vermelhusca!!! Tinhas que falar no Freud... só podia... loool
Uma coisa é certa... o homem foi um muito à frente na sua época!!! Depois como tudo foi ultrapassado. Controverso e admirável!
Bjs
:))))

digoeu disse...

parabéns, pois!
;)

Mocho Falante disse...

Maaaaarrrrrrrrriiiiiiiiiilllllllliiiiiiiiiiinnnnnnaaaaaaaa mi pichónnnn!!!!!

E não é que também falei do maravilhoso Freud lá no meu poiso??? Era muito à frente não haja dúvidas...

Bábas que hoje não tenho tempo para enxovalhos

Paulo Figueiredo disse...

então cumprimentos Freudianos

Friedrich disse...

Sim senhora boa lembrança, bom post. Depois do nascimento deste senhor, "pai da psicanálise", começaram a surgir doidos por tudo o que era sítio, até que se deixou de perceber onde começava a loucura e acabava a lucidez

Beijos

margusta disse...

Querida Caracolinha
Passo para te deixar um beijinho e desejar uma boa semana :)))

Pitucha disse...

Bela homenagem.
Beijos

Eva Shanti disse...

Querida Caracolinha,

Tal como disse ao Mocho,podes bater-me à vontade, mas tirando o facto do senhor em questão ser o pai da Psicanálise, o que foi um avanço, a verdade é que não acredito em homens que tratam a sua querida por "mãe" nem em super-heróis de collants. Não me convencem!

E não, não quero ter um pénis nem estou apaixonada pelo meu pai, nem tenho fixações conhecidas.

Bjs

eco de mim disse...

freud libertou-nos mas ñ se libertou....

Maria Pedro disse...

Made my day... in the old days.

Natalie Afonseca disse...

Olá Caracolinha,
passei para desejar uma excelente semana!!

Abraço gande
:)***

Alien8 disse...

Passei só para te desejar uma óptima semana. E ao Freud também :)

Kalinka disse...

CARACOLINHA FREUDIANA:
Por acaso também tinha preparado um post sobre Freud, mas...antes de o colocar vi k o Mocho já o tinha feito e, depois aqui também já estava uma enorme homenagem ao HOMEM, que decidi postar outra coisa...
É por isso, que venho convidar-te para veres uma sessão fotográfica feita cá pela JE, toda vaidosa pois é tão raro isso acontecer!!!
Beijokas freudianas.

The City Lights disse...

Miga......só consigo escrever isto: TOU COM SAUDADINHAS!!!!!!!!DP explico!!
jocas linda

mar disse...

Gostei especialmente do nick: Caracolinha Freudiana.......:)))
Bjs

Parrot disse...

Caracolinha,

Confesso que não sei muito sobre este senhor (hoje fiquei a conhecer mais um pouco), e já lá vão uns anitos quando me deu "trabalho". :-)))

Mas como é um campo onde te movimentas, e se o dizes, acredito que este homem foi importante...

Beijos e beijinhos e já agora um
:-)ito