quinta-feira, agosto 25, 2005

Flying High ...


Ontem foi um dia de reencontro ...o dia em que se acorda muito mais cedo que o despertador e se abrem os olhos com a força da vontade de ver aqueles de quem se morre de saudades, e não se consegue mais dormir.

Os minutos pareciam escorregar lentamente em direcção a uma interminável montanha que a minha ansiedade se via obrigada a escalar com sucesso ...

Chegou a hora ... e lá fomos nós a correr na direcção do extintor que apagaria o fogo da ausência em que nos mergulha a falta daqueles que, quando não estão por perto, nos deixam a ver escorrer a areia da ampulheta da saudade, que acaba por morrer na hora do abraço apertado do reencontro.

E lá estavam as duas baratas tontas de um lado para o outro em frente à porta das chegadas, como disse aquele a quem a idade, para além de ter conferido um charme invejável, presenteou também com a capacidade de raciocinar convenientemente em situações destas, e já se tinha abancado calmamente num café, enquanto desfrutava do espectáculo oferecido pelas miúdas com os olhos mais esbugalhados do terminal.

O meu telemóvel toca e a pressa de o atender faz com que quase me escorregue das mãos ... do outro lado a voz que eu mais aguardava ouvir ... «olá querida, já chegámos, estamos um nico atrasados porque ainda não temos as malas...», que se lixassem as malas pensámos, já com as pernas a acusar quase uma hora de espera, já cá estavam e isso é que conta.

De sorriso rasgado, as baratas tontas fitavam o acesso, quando, de repente viram romper pela porta, de onde já tinham saído largas centenas de rostos sem nome, as caras que se encaixavam perfeitamente no molde a que o amor e o carinho dão forma.

Os abraços e beijos da praxe, demasiado rápidos para o que se desejava, foram imediatamente colmatados por um «até já» que prometia prolongar o momento umas horas depois num jantar que permitiria fazer do tempo o nosso melhor aliado e das palavras, gestos, toques e cheiros os veículos privilegiados da partilha de mais um momento especial.

E assim foi, nos mares calmos daquela noite, navegámos por águas de sonho de um mundo que desconhecemos e ouvimos relatos de outras culturas.

Porque sonhar é preciso e fazê-lo ao pé de quem se ama é encontrar o céu em plena terra...

Bem-vindos ...

Caracolinha Barata Tonta

28 comentários:

Miguel disse...

"Porque sonhar é preciso e fazê-lo ao pé de quem se ama é encontrar o céu em plena terra..."

Gostei imenso do texto!

Bjs da Matilde

Abelhinha disse...

Dá um beijinho meu ao Mocho que anda Calado que nem ao meu SMS me responde...

Xuinha Foguetão disse...

Gostei muito...
E aproveitaste o momento!
Beijos.

wind disse...

Muito bom texto e que bom que é rever os amigos:) beijos

nasnalgas disse...

Tambem gostava de ter uma amiga como tu...espera... tu já és minha amiga!

objectiva3 disse...

Reencontros felizes!!!

Que bom...:)

Yardbird disse...

Hum...são tão bons esses reencontros, não são, Caracolinha?
Já tinha saudades de te visitar, mas agora espero que seja o retornar ao normal :-)
Beijinho meu

margusta disse...

Olá Caracolinha.
Adorei ler este teu reencontro, cheio de emoção , sentimentos e um culminar de sonhos.
O reencontro com aqueles que amamos tem sempre qualquer coisa de mágico.

Caracolinha linda, adorei o teu comment..obrigada por te teres emocionado com aquela história..porque a mim faz-me chorar até aos dias de hoje tal foi a prova de amor..creio que se pode chamar amor, que este animal demonstrou...cuida sempre bem do teu...
Fico feliz por a tua querida mãe fazer anos no mesmo dia que eu.. etu fazes no dia de uma amiga minha...engraçado.
Nós os capricornianos somos muito sensiveis...e damos tudo por quem nos acarinha.
Beijoquinhas cheias de tinta.

Ahraht disse...

Ai a doçura dos reencontros, as entranhas aos saltos no desespero da saudade quase a terminar. Como é possível rever-me aqui em cada palavra... Obrigado.

laerce disse...

Ola Caracolinha,

neste computador escuto a tua musica mas os acentos!!!!!

Pois,grande felicidade deves estar a sentir. Muito bem,continua.

Um beijinho

Isabel Magalhães disse...

Deliciada com o teu texto... com essa capacidade de dar...

Muito de passagem que o verão ainda está lá fora.

Beijos do coração :)

Natalie Afonseca disse...

Olá!!
Hoje apeteceu-me conhecer novos blogues...e foste uma "vitima". hehe!
Muito bonito este teu espaço!
É verdade, os reencontrso são sempre saudosos!!
Até...

CP disse...

Só pela música já vale a pena vir aqui todos os dias.

AS disse...

Caracolinha, quanto maior for a espera, mais intenso é o momento do reencontro!...

Um beijo

paper life disse...

olá, vim só deixar um beijinho e um obrigada.

Amanhã leio o resto, tásse?

:D

é que no tempo da minha tia não havia pirataria...

BJ :)

A.J.Faria disse...

Minha Caracolinha!
É sempre bom passar por aqui!
Nem que seja para dizer que espero que continues sempre alegre e jovial, tal como deixas transparecer na forma como te relacionas!
Estar com alguém que gostamos é muito gratificante.
Fico feliz por tí!
Beijinho com carinho,
A.J.Faria
"Palavra Entre Palavras"

guevara disse...

estou deliciada...
só com o texto fiquei com o coração aos pulos, já a fazer filmes na minha cabeça!!

eheheheheh!!

Beijito?

Já agora... se tás barata tonta... queres spray para acabar de vez com isso? ihih

chalimao disse...

Que delícia!!!!!

Beijos torradinhos!

lazuli disse...

É tão bom o reencontro, pois o melhor da vida são as pessoas. E o encontro também é bom, com aquele abraço apertado que te darei quando encontrar a caracolinha mais simpática e doce do espaço sideral. Obrigada por tudo o que tens sido..Beijos a torto e a direito.

Al disse...

Felicidade é coisa que pega, né? ainda bem.
Que bom que tás feliz: Caracolinha e seus caracoizinhos.
Beijos

Isabel-F. disse...

Oi Caracolinha....

Adorei o teu texto...

Tens a capacidade de transmitir o que te vai na alma...

Tem um bfds

Bjs

batista filho disse...

Ser um dos últimos a comentar dá nisso, a gente fica a se perguntar: será que já disseram tudo? porventura ficaram algumas palavras por usar... ou foram todas gastas?! Tem nada não. De certa forma é que nem o tema por ti abordado: um bom reencontro - que pra todos nós é bem parecido. A emoção se nos toma a galope, o coração aos pinotes que nem cabrito inquieto - até o momento tão ansiado -, onde parece que não temos braços pra tanto abraço por dar, não é mesmo? Caracolinha, fico feliz que tenhas ficado feliz. Um beijo, amiga.

EU nos dias e Hoje disse...

Mais um texto excelente...muito clara a forma como transmites as tuas ideias e pensamentos.

Bom fim de semana

Bastet disse...

Passo por aqui para me despedir... Vou de férias mas não sem antes deixar um beijo para ti caracolinha, para a vespinha e para o mocho. Acho-vos um trio fantástico! :)

Nina disse...

Fiko feliz por ti...como é bom reencontrarmos kem realmente amamos..

Beijinhoo emocionado :)

Kraak/Peixinho disse...

Hey Caracolinha :) Que força neste texto! Naum te conheço mto bem, mas pelo que pude avaliar, tens uma capacidade extraordinária de expressar por palavras o que te vai realmente na alma. Belo. Tb gostaria que as minhas (constantes) ida ao aeroporto fossem assim. Tanto a chegar como a esperar.

Bjzz tipo "barata tonta" (LOL)

Vespinha disse...

Pois é...já temos a pequenada de volta! :)

Bj da Vespinha dolorida

Vampiria disse...

É aproveitar todos os momentos. Que bom que é apagar o fogo da saudade.